Ligue (11) 3073-0010 . 3060-9598

98555-0170 WhatsApp

Cuidado: aparelho fixo não é decoração!

Categoria: Curiosidades, Saúde Bucal

Após diversas polêmicas e conhecendo os riscos, muitos adolescentes continuam fazendo uso de braquetes, elásticos coloridos e outros materiais em seus dentes, com o intuito de “decorar suas bocas” e “estar na moda”.

aparelho-fisico

Para agravar a situação, e apesar dos esforços das entidades odontológicas em coibir o comércio ilícito desse tipo de material, esta é uma tarefa complexa. Muitos desses produtos, incluindo artigos falsos, são vendidos irregularmente em lojas e camelôs. E na falta desses itens no mercado ilegal, muitos jovens usam a criatividade e improvisam o seu próprio “aparelho” dentário. Existem, inclusive, relatos de pessoas que chegam até a utilizar cerdas de vassoura para conectar os braquetes. E estes, por sua, vez são fixados com cola instantânea extraforte, como“SuperBonder”. Um procedimento totalmente prejudicial para a saúde bucal.

No entanto, voltamos a afirmar que os aparelhos ortodônticos não foram desenvolvidos com finalidade decorativa, mas sim para tratamentos odontológicos. O uso indevido desses aparelhos, braquetes, elásticos e outros objetos – pode provocar danos irreversíveis à saúde bucal.

Quando o ortodontista realiza um tratamento com a utilização de aparelho fixo, toda a estrutura dos dentes e da boca é analisada através de exames específicos. E só após a avaliação dos exames e a prescrição de um diagnóstico realizada por um profissional habilitado, o aparelho pode ser implantado. A altura para a fixação dos braquetes, a intensidade da tensão dos elásticos, a velocidade de movimentação dos dentes são rigorosamente calculadas e devem ser integralmente respeitadas.

Um aparelho colocado inadequadamente ou a fixação de qualquer outro tipo de material podem provocar:

  • Movimentação inapropriada do dente, reposicionando-o indevidamente na cavidade bucal;
  • Deterioração do esmalte dentário;
  • Reabsorção do osso, ou seja, perda óssea;
  • Retração da gengiva;
  •  Enfraquecimento do dente, provocando a perca de sua estabilidade e, consequentemente, o seu amolecimento. Em casos mais graves, podendo chegar até a avulsão (perda) do dente;
  • Entre outros problemas e patologias.

Então, não vamos “vacilar”, porque moda mesmo é ter uma saúde bucal perfeita.

Após diversas polêmicas e conhecendo os riscos, muitos adolescentes continuam fazendo uso de braquetes, elásticos coloridos e outros materiais em seus dentes, com o intuito de “decorarsuas bocas” e “estar na moda”.

Para agravar a situação, e apesar dos esforços das entidades odontológicas em coibir o comércio ilícito desse tipo de material, esta é uma tarefa complexa. Muitos desses produtos, incluindo artigos falsos, são vendidos irregularmente em lojas e camelôs. E na falta desses itens no mercado ilegal, muitos jovens usam a criatividade e improvisam o seu próprio “aparelho” dentário. Existem, inclusive, relatos de pessoas que chegam até a utilizar cerdas de vassoura para conectar os braquetes. E estes, por sua, vez são fixados com cola instantânea extraforte, como“SuperBonder”. Um procedimento totalmente prejudicial para a saúde bucal.

No entanto, voltamos a afirmar que os aparelhos ortodônticos não foram desenvolvidos com finalidade decorativa, mas sim para tratamentos odontológicos. O uso indevido desses aparelhos, braquetes, elásticos e outros objetos – pode provocar danos irreversíveis à saúde bucal.

Quando o ortodontista realiza um tratamento com a utilização de aparelho fixo, toda a estrutura dos dentes e da boca é analisada através de exames específicos. E só após a avaliação dos exames e a prescrição de um diagnóstico realizada por um profissional habilitado, o aparelho pode ser implantado. A altura para a fixação dos braquetes, a intensidade da tensão dos elásticos, a velocidade de movimentação dos dentes são rigorosamente calculadas e devem ser integralmente respeitadas.

Um aparelho colocado inadequadamente ou a fixação de qualquer outro tipo de material podem provocar:

  • Movimentação inapropriada do dente, reposicionando-o indevidamente na cavidade bucal;
  • Deterioração do esmalte dentário;
  • Reabsorção do osso, ou seja, perda óssea;
  • Retração da gengiva;
  •  Enfraquecimento do dente, provocando a perca de sua estabilidade e, consequentemente, o seu amolecimento. Em casos mais graves, podendo chegar até a avulsão (perda) do dente;
  • Entre outros problemas e patologias.

Então, não vamos “vacilar”, porque moda mesmo é ter uma saúde bucal perfeita.

Compartilhe:

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Ligue (11) 3073-0010
Domo Odontologia