Ligue (11) 3073-0010 . 3060-9598

98555-0170 WhatsApp

A Toxina Botulínica, BOTOX, e a sua aplicação na odontologia. Parte 1

Categoria: Clipping

dtm-750x360

A toxina botulínica (TB), é uma proteína bacteriana, popularmente conhecida como Botox®, tem seu uso pela indústria cosmética amplamente difundido na redução de rugas faciais e na odontologia tem encontrado aplicação no tratamento das disfunções temporomandibulares entre outras aplicações.

A mandíbula, único osso móvel da face, é ligada ao osso temporal, na cabeça, através da articulação temporomandibular (ATM) que permite a execução dos seus movimentos. O termo desordem temporomandibular é empregado para se referir a todos os distúrbios funcionais do sistema mastigatório, o qual se constitui em um sistema complexo e que envolve uma série de estruturas como músculos, dentes, nervos, ossos e articulação.

Estudos epidemiológicos realizados em todo o mundo apontam que as dores de ATM, são muito comuns e que, em alguma parte da vida, a maioria das pessoas já teve ou terá algum distúrbio do sistema mastigatório. Em razão de sua alta prevalência, cerca de 50% a 60% da população, torna-se importante a elucidação acerca de sua base etiológica e formas de tratamento disponíveis.

O diagnóstico e tratamento das dores de ATM não são simples, esta dor pode decorrer de eventos locais ou sistêmicos que alterem a função do sistema mastigatório, incluindo em sua base etiológica, inclusive, fatores emocionais, psicológicos e má oclusão. Não há, portanto, uma causa única atribuída ao surgimento de desordens no sistema mastigatório, sendo, portanto, de natureza multifatorial.

Eventos sistêmicos, como o aumento do nível de estresse, contribuem de modo significativo na evolução de um distúrbio funcional da ATM. Na presença de estresse, o sistema límbico, responsável por controlar as emoções, relação dor/prazer e estresse, responde de forma a preparar o indivíduo para uma situação de perigo. Em decorrência, poderá ocorrer tensão dos músculos envolvidos, ou seja, aumento do tônus com forte contração, ocasionando sintomatologia dolorosa e sensibilidade devido a uma sobrecarga da articulação.

Os ditos eventos locais incluem, entre outros fatores: próteses e restaurações dentárias em desarmonia com os demais dentes, traumas por aberturas amplas e forçadas de boca e bruxismo.

Há, também, disfunções relacionadas às DTMs, como travamento de mandíbula na abertura de boca, sensações de fisgadas durante movimentos mastigatórios e sons articulares, como estalos e crepitações.

A dor localiza-se, geralmente, na área pré-auricular, podendo irradiar-se para a cabeça com dores agudas na região temporal, frontal ou occipital. O processo álgico pode consistir em cefaleia (dor de cabeça), som metálico nos ouvidos, dor de ouvido ou dor de dente.

Fonte:iSaude,Bahia

Compartilhe:

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Ligue (11) 3073-0010
Domo Odontologia